Comemorando o Réveillon em casa!

Passar a virada do ano em casa não precisa ser sinônimo de programa furado! Mesmo que a lista de convidados seja restrita, a festa terá tudo para dar certo se a companhia for boa.

Réveillon em casa: festa para poucos amigos para rolar até altas horas

A dica para quem preferir estar junto dos amigos mais próximos, em clima íntimo e descontraído, é cuidar de detalhes como a ambientação. 
Vale investir em velas, toalha de mesa bem bonita, e uma decoração caprichada! Por isso, não deixe de dar uma geral na casa, ordem e limpeza nunca são demais!

Feito isso, é hora de pensar nos comes e bebes. Apesar de mais intimista, o jantar para um número pequeno de pessoas pode dar bastante trabalho. Para você não passar a noite na cozinha, organize a ceia à americana, dispondo os pratos em uma mesa ou aparador de modo que os próprios convidados se sirvam à vontade.

Decoração:

  • Uma forma simples e muito prática de tornar o lugar mais aconchegante é espalhar garrafinhas de vidro com flores pelas mesas e prateleiras.
  • Quem preferir, também pode montar arranjos florais maiores para a mesa de jantar e para a sala de estar. 
  • Balões, flores, o que for mais prático para você! Só não misture tudo em um só ambiente!


Comidas:

  •  Monte uma mesa com bowls de frutas secas e castanhas, entre elas damasco, figo, tâmaras, nozes, pistache e macadâmia. Disponha também patês, geleias e queijos variados. 




  • Não é obrigatório ter peru, tender, lentilha, romã... Uma boa salada de folhas e grãos na companhia de um carpaccio, por exemplo, já fazem bonito na entrada. 
  • Depois, facilite a sua vida e invista em uma massa pronta de qualidade, incrementada por recheios e molhos sofisticados. 


Bebidas


  • Incentive os convidados a prepararem seus próprios coquetéis.
  • Escolha duas ou três receitas, imprima as fichas técnicas de cada uma e reserve um canto da sala para montar o bar com as garrafas de bebida e os complementos necessários para a confecção de cada uma. 
  • Para dar vazão às garrafas de espumante, sugira drinques que levem espumante em sua composição.


Dicas

  •  Foi-se o tempo em que pegava mal dividir as tarefas com os convidados. Não tenha vergonha de fazer uma lista de compras (com antecedência) e indique o que cada um deverá levar.
  • Considere contratar uma diarista para ajudar a lavar a louça e limpar a casa no dia seguinte!
Boas Festas!

Deixe seu Comentário

Um Doce Natal para todos!

Aqui vai uma última dica que vai incrementar sua mesa de Natal, ou até mesmo presentear alguém de forma diferente! Uma árvore de doces!

                               
                   

 Para fazer uma árvore assim, não há segredos. Aí está o passo-a-passo e você mesmo vai conseguir montar a sua:



-Você vai precisar de uma bola de isopor média.
-Para dar um melhor acabamento, pinte a bola da mesma cor dos bombons que for utilizar. 
-Encha um vaso com gesso (você compra em casas de materiais de construção e faz o gesso de acordo com as instruções da  embalagem (normalmente 2 partes de gesso e 1 de água). 
-Quando estiver endurecendo, mas não totalmente, enfie um galho, deixando bem firme. Quando o gesso secar e o galho estiver bem firme, enfie uma bola de isopor nele. 


 
Cole os bombons usando cola quente ou espetando palitos de dente, até cobrir toda  a superfície da bola. Enfeite o vaso com musgo, lacinhos, mini-biscuits... use sua imaginação!

Você pode utilizar diversos tipos de bombons, bis, balas...                    
Use e abuse da criatividade na hora de montar sua árvore!


Esta mesma técnica pode ser utilizada para fazer árvores de jujuba, chocolates, marshmellow... basta embrulhar a bola de isopor com papel alumínio, espetar os doces em palitos de dente, e preencher a bola com os doces. 



Os Mosqueteiros deseja a todos um feliz Natal!
                                                                                                

Deixe seu Comentário

Amigo Oculto: Como Brincar?

 Amigos com presentes

Uma tradição que existe entre amigos de trabalho, faculdade e familiares, o amigo secreto ou amigo oculto é a troca de presentes em uma festa descontraída. Esta brincadeira tem diferentes nomes e também diversas maneiras para se fazer a troca das lembranças.

Basicamente, o amigo secreto tradicional acontece quando cada participante sorteia um papel com o nome de outro. A ideia é manter a identidade do seu amigo em segredo. No dia da confraternização, uma pessoa começa a dar dicas sobre seu amigo secreto, até os outros adivinharem quem é. O próximo a dar as dicas é quem acabou de receber o presente. Em algumas ocasiões, o organizador da brincadeira faz uma lista de sugestões de lembranças, para facilitar na hora de presentear.

Aliás, a tecnologia tornou o amigo secreto mais moderno e prático. Sites especializados na organização e administração da brincadeira estão virando febre. Para utilizar o serviço, é preciso criar um grupo on-line. A partir disso você convida seus amigos, realiza o sorteio e tem a chance de escolher o que quer ganhar, criando uma vitrine de presentes para facilitar a vida de todos que participam. Além disso, os sites também possibilitam a troca de mensagens públicas e anônimas, que tornam a brincadeira mais divertida.

Para organizar um amigo secreto são necessárias algumas regras básicas:


-Estipule um valor mínimo e um valor máximo para os presentes.
-Faça os papéis com o nome dos participantes e realize um checklist, para verificar se não esqueceu ninguém ou se há nome duplicado.
-Na hora do sorteio, só pode trocar o papel a pessoa que tirar a si mesma. O ideal é que tenha uma pessoa responsável para checar.


Além do amigo secreto tradicional, existem outras formas de fazer a brincadeira.

Amigo da onça:
 Tem a mesma dinâmica de sorteio que o amigo secreto tradicional, mas a ideia é usar a criatividade e se divertir. Pegar características da personalidade do seu "inimigo" ou coisas que ele não goste é uma forma de conseguir criar um presente com a intenção de brincar ou satirizar a pessoa.



Outras vertentes foram criadas para facilitar a troca de presentes entre os amigos. Alguns grupos preferem não realizar o sorteio com antecedência e organizam o amigo secreto de última hora. Para isto, você pode estipular um determinado tipo de presente, DVDs ou livros, por exemplo, ou até mesmo deixar a escolha em aberto.

No amigo secreto de última hora, o importante é a confraternização entre os amigos e não o presente em si. Todos os presentes são dispostos juntos em uma mesa ou no chão. 

  • Uma pessoa começa a brincadeira, com o presente que comprou em mãos, sorteia o amigo secreto na hora, dá dicas para que os demais adivinhem e assim sucessivamente.
  • Assim como amigo secreto de última hora, no amigo ladrão também não tem o sorteio antes da compra das lembranças. 
  • Na troca de presente do amigo ladrão cada participante sorteia um número, definindo assim a ordem de quem pegará primeiro o presente e quem será o último.
  • A pessoa que tirar o número um escolhe um presente que está disposto na mesa. 
  • O participante seguinte pode pegar um presente do montante ou roubar aquele que outro participante já abriu. 
  • Neste amigo secreto é proibido escolher o presente que comprou.





Amigo Oculto no Trabalho
Realizar o amigo secreto no ambiente de trabalho demanda atenção especial para evitar gafes na hora de escolher o presente. 
DICA PRINCIPAL: evitar presentes extremamente pessoais ou impessoais. 
Roupa é uma opção comum de presente, mas apenas dê peças de vestuário se conhecer muito bem a pessoa e o estilo dela, além de tomar cuidado com o tamanho certo da peça.
Cuidado com perfumes, pois é uma opção muito pessoal. Prefira este presente caso o seu amigo secreto tenha mencionado o nome da fragrância. 

Evite também dar presentes muito impessoais como vale-compra, livros polêmicos que possam gerar desentendimentos e itens de higiene pessoal ou beleza.
Mesmo que conheça a crença do seu amigo, evite comprar livros e CDs religiosos, a não ser que ele peça. Dar flores também não é uma boa ideia, porque é um presente não durável.

Para presentear as mulheres, aposte em DVDs, livros e acessórios ou um item de decoração para a casa. Evite dar lingeries, biquínis ou saídas de praia.
Já para os homens, opte por roupas sempre dentro do estilo do amigo, vinho ou alguma outra bebida de preferência. E para quem é fanático por futebol, nada melhor que ganhar livro, camiseta oficial ou DVD relacionado ao time do coração.

Com todas essas dicas  sua confraternização vai ser um sucesso! :)

Deixe seu Comentário

22 de novembro: Dia do Músico!

Hoje, 22 de novembro, comemora-se o Dia do Músico, mas afinal quem é músico? Como surgiu essa data?


Músico é aquele que pratica a arte da música, compondo obras musicais, cantando ou tocando algum instrumento. Música, por sua vez, é a arte de combinar sons de maneira agradável ao ouvido, ou o modo de executar uma peça musical por meio de instrumento ou da voz. A palavra é de origem grega e significa “as forças das musas”, ninfas que ensinavam às pessoas as verdades dos deuses, semideuses e heróis, usando a poesia, a dança, o canto lírico, o canto coral e outras manifestações artísticas, sempre acompanhadas por sons.





Santa Cecília é a padroeira dos músicos, por isso no dia 22 de novembro, também é comemorado o dia do músico e da música.
 A tradição conta que Santa Cecília cantava com tal doçura, que um anjo desceu do céu para ouvi-la.





Mas como realmente surgiu a música?

No princípio, a música foi apenas ritmo marcado por primitivos instrumentos de percussão, pois como os povos da antiguidade ignoravam os princípios da harmonia, só aos poucos foram acrescentando a ela fragmentos melódicos.

 Na pré-história o homem descobriu os sons do ambiente que o cercava e aprendeu suas diferentes sonoridades: o rumor das ondas quebrando na praia, o ruído da tempestade se aproximando, a melodia do canto animais, e também se encantou com o seu próprio canto, percebendo assim o instrumento musical que é a voz.

 Mas a música pré-histórica não é considerada como arte, e sim uma expansão impulsiva e instintiva do movimento sonoro, apenas um veículo expressivo de comunicação, sempre ligada às palavras, aos ritos e à dança. 


Os primeiros dados documentados sobre composições musicais referem-se a dois hinos gregos dedicados ao deus Apolo, gravados trezentos anos antes de Cristo nas paredes da Casa do Tesouro de Delfos, além de alguns trechos musicais também gregos, gravados em mármore, e mais outros tantos egípcios, anotados em papiros. 

Nessa época, a música dos gregos baseava-se em leis da acústica e já possuía um sistema de notações e regras de estética.

Atualmente

Não necessariamente é considerado músico somente aqueles que cursaram Música, mas entende-se por aqueles profissionais que conseguem encantar através de sons sobrepostos harmoniosamente, através dos mais diversos instrumentos e técnicas.


A música faz parte do nosso dia a dia, de comemorações, rituais, aquela espera na parada de ônibus ou durante uma caminhada. Música relaxa, excita, comove, anima, e nada mais justo do que parabenizar a todos aqueles que contribuem para tornar nossos momentos mais agradáveis ao som de uma boa música!

Parabéns a todos os Músicos!





Deixe seu Comentário

Dia Mundial da Diabetes: Cuidados essenciais



Considerada uma das doenças que mais matam no Brasil, o Diabetes está atingindo as pessoas cada vez mais cedo. Saiba o que fazer para ficar fora dessa estatística, fique por dentro dos cuidados e tratamento para essa doença.

Alimentação e exercícios: 

Um aliado que um portador de diabetes deve priorizar é o exercício físico. À extensa lista de benefícios, que inclui melhora do sistema cardiovascular, fortalecimento da musculatura, alívio do estresse e controle do peso, adicionam-se outros específicos para quem tem essa disfunção. A atividade física torna mais eficiente e abundante a absorção de glicose pelos tecidos na hora do treino e até 48 horas depois. Por isso, invista no movimento do corpo!


A dieta ideal para quem tem o problema varia para cada diabético. Um plano alimentar completo só pode ser oferecido se a pessoa fizer uma visita a um profissional qualificado, que observará os níveis glicêmicos e de colesterol, o peso, a atividade física do paciente e suas preferências alimentares.

 Entretanto, algumas recomendações são iguais para todos, como fazer três refeições por dia intercaladas com pequenos lanches e preferir por alguns alimentos em detrimento de outros. 

Confira quais são esses cuidados: 

integrais - Foto Getty Images
Arroz, pães e massas integrais

Os carboidratos complexos presentes nesses alimentos são digeridos mais lentamente pelo organismo, liberando a glicose em pequenas doses. Isso é benéfico para o diabético, que não terá picos de índice glicêmico quando comer esse nutriente.
Porém, lembre-se de preferir sempre aos integrais, pois eles são ricos em fibras, que melhoram a ação da insulina.

chocolate - Foto Getty Images
Carboidratos simples e açúcar

Doces, pães e massas não precisam ser abolidos completamente da dieta do diabético. Entretanto, é preciso estar atento à quantidade. 
Os doces podem ser consumidos esporadicamente, atendendo a princípios rigorosos de quantidade e frequência e acompanhados de compensação de carboidratos. 
No geral, uma dieta para diabéticos deve ser constituída 50% de carboidratos.
Por isso, quando o portador de diabetes resolve comer um doce, deve reduzir o consumo de outras formas de carboidrato para manter a equivalência ou, no caso do dependente de insulina, aumentar a sua dose de insulina para aquela refeição.  

Atenção às frutas

As frutas, muitas vezes, são uma armadilha para a dieta dos diabéticos. É muito comum a pessoa achar que pode consumir frutas à vontade, pois são alimentos muito saudáveis. Mas, na verdade, não podem. 
Todas as frutas têm carboidratos simples, como a glicose. Só que, por conta das fibras e outros diversos nutrientes presentes nelas, podem ser consumidas em quantidades maiores que as de outros carboidratos simples. 
A recomendação para os diabéticos é ingerir no máximo três a quatro porções de fruta por dia, e sempre optando pelas menos calóricas. 

Sucos

Embora muito saudáveis, os sucos geralmente consomem as três porções de frutas que o diabético tem direito durante todo o dia. Um exemplo disso é suco de laranja. Um copo equivale em calorias ao consumo de um bombom e tem quantidade de glicose capaz de elevar em muito a glicemia do diabéticos.
A recomendação, portanto, é que as frutas sejam consumidas como tal, em lanches e sobremesas. Durante refeições, o ideal é evitar o consumo de líquidos ou optar pela água.  

Leite desnatado

Para reduzir o consumo de gordura, a recomendação é trocar leite integral por desnatado e preferir derivados mais magros. Não caia no mito de que a versão desnatada do leite tem menos quantidade de cálcio e proteínas que a integral. Na verdade, você ingere apenas menos gordura e não perde os benefícios. 

carne magra - Foto Getty Images
Cortes magros de carne vermelha

A maior riqueza das carnes vermelhas são os micronutrientes, como o ferro e a vitamina B12, já que as proteínas podem ser facilmente encontradas em carnes brancas e proteínas vegetais. Por conta disso, a carne vermelha não só pode como deve ser consumida, mas evite as opções que possuem uma quantidade muito grande de gorduras saturadas, como filé mignon, picanha e contra-filé. "Os melhores cortes de carne são o lagarto, o patinho e a alcatra".

Peixe - Foto Getty Images
Peixes

Eles são os mais indicados entre as carnes brancas. Os melhores são aqueles ricos em gorduras boas, como trutas, salmão e sardinha. Esses peixes, apesar de saudáveis, são muito calóricos e, por isso, as porções devem ser controladas e nunca preparadas fritas ou empanadas.

legumes e verduras - Foto Getty Images
Legumes e verduras à vontade

Ricos em fibras, vitaminas e minerais antioxidantes, os legumes e verduras são importantes à nutrição e à saúde de todas as pessoas, mais ainda dos diabéticos, cuja dieta deve ser rica e variada nesses alimentos. A regra é colorir o prato e variar de acordo com legumes e verduras da estação.

LEMBRE-SE: O diabético pode estar fazendo uma dieta correta e rica em alimentos saudáveis, mas, se exagerar nas porções, estará caminhando na direção oposta. "O excesso de calorias é nocivo ao diabético, mesmo que ele esteja comendo os alimentos mais indicados.


Deixe seu Comentário

Natal vem aí, hora de decorar a casa!

O Natal está pertinho, e pelas ruas já notamos decorações, luzes e todo o clima natalino chegando!
Para não ficar de fora, aprenda como fazer lindos enfeites de Natal com garrafa PET para sua casa:



As garrafas PET estão presentes no nosso dia a dia e são responsáveis por grande volume nos lixões e aterros sanitários bem como a contaminação do solo. Porém, existem diversas maneiras de se evitar o descarte deste material, que pode ser totalmente reaproveitado. 
Reutilize as garrafas PET e enfeite sua casa para o natal de forma consciente e barata!

Material

- Garrafas PET de diversas cores; Tesoura; Cola; Purpurina; Arame; Chave de fenda; Isqueiro ou fósforo



Modelo 1:

Corte o fundo das garrafas na linha desenhada na própria garrafa. Para facilitar, dê uma leve amassada na garrafa para que então comece a cortar. Para dar um acabamento arredondado queime as bordas com vela ou isqueiro ou então faça dois pequenos cortes, um em cada extremidade, e dobre a garrafa para dentro. Faça isso com todas as garrafas, a quantidade ideal para formar a sua guirlanda vai variar de acordo com o tamanho escolhido. Esquente a ponta da chave de fenda e faça um furo no fundo das peças, onde passará o arame. Passe cola e purpurina na quantidade de garrafas que desejar e espere secar.

Para proteger o enfeite, faça uma mistura de 1:2 de cola e água e passe por cima de todo o trabalho. Depois de seco, passe o arame pelos furos feitos no fundo das peças e encaixe-as conforme mostrado na galeria de fotos acima. Para finalizar basta colocar um laço.

Modelo 2:

Para esta ideia os gargalos das garrafas serão a principal matéria-prima. Por isso, é possível reaproveitar as mesmas garrafas PET de onde foram retirados os fundos. Meça um palmo a partir do bico, faça a marcação com uma caneta comum e recorte.



Para uma guirlanda grande, o ideal é utilizar 38 garrafas. Porém, esse número pode variar de acordo com o tamanho desejado e a quantidade de PET disponível. Após cortar as garrafas, basta passar um fio de arame e colocar os gargalos enfileirados no mesmo sentido. Ao finalizar contorne as duas pontas do arame. O ponto desta junção deve ser coberto pelos enfeites, ou então, pode servir como gancho para pendurar a guirlanda na porta ou na parede. Para enfeitá-la basta deixar a criatividade solta e a dica é reutilizar os enfeites do ano passado, para evitar que eles sejam descartados.

Comece a decorar sua casa hoje mesmo!


Fonte: CicloVivo

Deixe seu Comentário

Os Mosqueteiros - 3 anos unidos por você!

Nesse mês completamos 3 anos de muitas ofertas, descontos incríveis e economia para o seu bolso! E olha só quanto os mosqueteiros já economizaram durante esse tempo:

Continue a economizar mais ainda, afinal estamos todos unidos por você!
Você ainda não sabe como funciona nosso site? É simples:


Tá esperando o que para economizar também? Aproveite os super descontos nos melhores estabelecimentos da cidade e economize!


Deixe seu Comentário

De olho no ENEM! Dicas para uma boa prova.

Muitos mosqueteiros irão passar o final de semana fazendo uma prova importante para o ingresso em Universidades e Faculdades de todo o País, e até para Universidades Internacionais.

Todo mundo sabe que bate aquele nervosismo, aquele frio na barriga, e isso pode atrapalhar até mesmo os mais preparados! Se você estudou o ano inteiro, não caia nessa cilada e confira as dicas de como fazer uma boa prova e se dar bem nos resultados!

Dias Antes da Prova


  • Fazer uma boa alimentação, sem exageros, você não quer correr o risco de ter uma dor de barriga no dia da prova, não é? 



  • Dormir bem é essencial. Estar com o corpo e a mente descansados vai melhorar seu rendimento e disposição para encarar horas de prova




  • Faça apenas revisões e não entre em desespero para tentar aprender muitos conteúdos em poucos dias. Isso pode gerar ansiedade e provocar os famosos "brancões" durante a prova.



  • Fuja de situações de stress, procurando fazer programas que visam a tranqüilidade. Vale a pena relaxar fazendo alguma atividade física leve, como uma caminhada.




  • Faça uma visita ao local de prova para ir se familiarizando com a região. Trace um plano de como chegar ao local. Lembre-se que muitos vestibulares são extremamente rigorosos com relação ao horário de entrada dos vestibulandos. Chegar atrasado pode significar a perda da prova.


  • Deixe todos os documentos necessários em ordem e prontos para serem utilizados no dia da prova.



No dia e no momento da Prova


  • Procure chegar no local da prova com uma hora de antecedência. Caso ocorra algum imprevisto no caminho, o tempo de sobra será suficiente para buscar uma solução.




  • Faça uma alimentação leve e de forma tranquila. Não coma coisas que você não tenha por hábito comer para evitar problemas digestivos no momento da prova.




  • Leve para a prova todo material necessário (com itens de reservas) e algum alimento (barra de cereais, um chocolate, água).




  • Procure fazer a prova com calma e concentração.
  • Não gaste muito tempo em questões que você sabe que terá dificuldades. Comece pelas questões mais fáceis para garantir estes pontos, deixando as mais complexas por último.
  • Se tiver que "chutar" num teste, faça com inteligência. Deixe de lado as alternativas que você percebe que não podem estar corretas. Ou seja, use a técnica da eliminação e o bom senso.




  • Procure sempre escrever respostas completas e de acordo com o que se pede. Não enrole na resposta, pois você poderá perder pontos importantes.
  • Use todo o tempo disponível e faça uma revisão nas respostas, se tiver tempo. Esta revisão serve para eliminar erros de ortografia ou conteúdos.


Curtiram as dicas? Boa Sorte!!

Deixe seu Comentário

Eclipse Lunar: Fique de olho no céu HOJE!

A noite de hoje vai ficar bem mais bonita e especial com um fenômeno natural que ocorre poucas vezes no ano, e que vale a pena ser observado!

Hoje, sexta-feira, dia 18 de outubro de 2013, ocorrerá um eclipse lunar penumbral, o último deste ano. O fenômeno poderá ser observado no leste das Américas, na Europa, na África e em algumas partes da Ásia. 
O eclipse deve começar por volta das 18h51, de acordo com previsões da Nasa (Agência Espacial Americana). O fenômeno deve terminar por volta de 22h50 – no horário de Brasília. Parte da lua ficará ocultada pela penumbra da Terra.


De acordo com o tempo internacional, um eclipse lunar irá ocorrer hoje, em 18 de outubro de 2013, que será visível em algumas partes do mundo. 

Um eclipse lunar é um fenômeno celeste que ocorre quando a Lua penetra, totalmente ou parcialmente, no cone de sombra projetado pela Terra, em geral, sendo visível a olho nu . Isto ocorre sempre que o Sol, a Terra e a Lua se encontram próximos ou em perfeito alinhamento, estando a Terra no meio destes outros dois corpos. É como se fosse um eclipse solar porém a Terra encobre a lua nesse caso.
Por isso o eclipse lunar só pode ocorrer quando coincidem a fase de Lua cheia e a passagem dela pelo seu nodo orbital. Este último evento também é responsável pelo tipo e duração do eclipse.

Ficheiro:Feb 20 2008 Lunar Eclipse Collage.jpg
Todos os níveis de uma Eclipse Lunar

Ao contrário dos eclipses solares que são visíveis apenas em pequenas áreas da Terra, os eclipses lunares podem ser vistos em qualquer lugar da Terra em que seja noite no momento do eclipse.

Este será o terceiro eclipse do ano. Em 25 de abril tivemos um eclipse parcial da lua, e em 25 de maio ocorreu outro eclipse penumbral. Um eclipse total da lua – em que a mesma fica coberta pela umbra da Terra – está previsto apenas para 15 de abril de 2014, e poderá ser observado do Brasil.

Horário da Eclipse aqui no Piauí: Início -18:51 / Máximo da Eclipse: 20:50 / Término: 22:50

Fontes: Wikipédia, Vercalendario.info.

Deixe seu Comentário

O brinquedo certo para cada idade

Cada fase do desenvolvimento infantil tem desafios diferentes e pede brinquedos específicos. 

Carrinho, fantasia de super-herói ou jogo de tabuleiro. O dia das crianças é amanhã e a escolha pode ser difícil, mas antes de decidir qual será o próximo brinquedo do seu filho, comece pelo começo: observe a faixa etária indicada na embalagem!

ATENÇÃO! Além dos riscos à saúde que um brinquedo próprio para uma criança de três anos pode trazer para um bebê de dez meses, a classificação etária também vai de acordo com as capacidades motoras e psicológicas que a criança desenvolve ao longo da infância.

De 0 a 12 meses:

Na primeira etapa da vida, o bebê precisa desenvolver as habilidades motoras para ficar em pé pela primeira vez, o que costuma ocorrer entre 10 e 14 meses de idade. Os brinquedos, portanto, devem acompanhar essa evolução, a começar pelos móbiles , que o bebê pode tocar, ouvir e ver até começar a engatinhar.  
Os brinquedos desta faixa etária devem ter aproximadamente o tamanho de uma mão aberta e não podem ser muito duros, muito menos pontiagudos ou cortantes. As crianças levarão os brinquedos à boca nessa fase.
Quando ela finalmente começar a se levantar e ficar em pé, as mesinhas de atividades cheias de estímulos são ideais para estimulá-la. Ao final do primeiro ano de vida, quando as habilidades motoras começam a ficar refinadas e a criança já é capaz de pegar objetos menores e manipulá-los com maior facilidade, brinquedos com encaixes são bem-vindos. 



De 1 a 3 anos:

Nessa fase, veículos começam a ter uma grande importância. Triciclos  que os pais empurram até a criança começar a pedalar estimulam bastante o desenvolvimento infantil. 



A criança também deve ser estimulada a ter diferentes sensações táteis, como no contato com água e areia: que tal providenciar um baldinho e uma peneira para misturar os dois? 
Por volta dos 18 meses a criança começa a entrar no mundo da fantasia. Entre carrinhos e bonecas , celulares e computadores e outros brinquedos que imitem a realidade dos pais, a criança brinca para assimilar a vida real. Poderá dar também novos significados a objetos, pessoas e ações e os jogos de faz de conta começam a ganhar espaço – assim como livros de histórias e fantasias. 

De 3 a 5 anos:

A partir dos três anos a criança entra no auge do faz de conta. Por isso, bonecas, bonecos e veículos  de diversos tamanhos são indicados.
Entram em cena as canetinhas e tintas atóxicas , para desenhar e contar histórias com símbolos que, muitas vezes, só são reconhecidos pela própria criança. 
Cabanas e casinhas também estimulam a imaginação, assim como máscaras . Apetrechos domésticos em miniatura, como panelinhas e comidas de brinquedo , ajudam na assimilação da realidade que a criança vê em casa.  
Por volta dos quatro anos, ela irá começar a internalizar normas e diferenciar certo e errado. A elaboração da simbolização dá um salto significativo e a criança entende cada vez mais regras. 
Livros infantis , se forem do interesse da criança, também valerão cada página nesse período. Os pais devem, portanto, notar quais são os interesses principais do pequeno. 

5 a 7 anos

A partir dos cinco anos, as crianças começam a entender jogos de raciocínio  e se tornam capazes de brincar em grupo, lidando com o fato de que uma hora se ganha e, em outra, se perde. 
Nessa fase as regras são cada vez mais compreendidas, acompanhando o domínio da linguagem, e brincadeiras com regras ajudarão a criança a se inserir no mundo socializado. 

Os brinquedos começam a ficar mais sofisticados – mas muitas vezes as crianças irão quebrá-los para saber o que tem dentro. 


Videogames e jogos eletrônicos podem estimular o raciocínio e ajudar a desenvolver uma habilidade motora cada vez mais fina. Mas é preciso usufruir desses brinquedos com equilíbrio. O momento também é ideal para esportes e outras atividades, como andar de bicicleta . 



A partir de 7 anos


A partir dos sete anos as crianças já têm uma capacidade motora e um domínio de pensamento maior. Com isso, começam a se interessar por brinquedos de movimentos mais radicais, como patins e skate . 
Videogames , claro, são favoritos.




 Mas os pais devem colocar limites para a criança não ficar somente nos jogos eletrônicos o dia todo, além de estimular os filhos a terem mais espírito de coletividade que de competitividade. 

Jogos colaborativos , portanto, são sempre bem-vindos.

Como as operações lógicas já fazem parte do pensamento da criança, brinquedos capazes de desenvolver estes conceitos são bastante válidos. O que vai mudando, a partir daí, é o grau de dificuldade dos brinquedos e das brincadeiras. 



Nesta fase, os pais devem ajudar os filhos a mergulhar nos próprios interesses. Se uma criança se interessa por música desde pequena, porque não criar outras oportunidades para envolvê-la no assunto, como comprar um instrumento ou inscrevê-la em uma oficina de música? 

O mais importante na hora de escolher o presente para os pequenos, além de se atentar na faixa etária indicada, é procurar explorar os interesses dele de maneira educativa, divertida e segura! 

Agora ficou mais fácil ir às compras! Feliz Dia das Crianças!



Deixe seu Comentário