Solta som, eu quero me concentrar!

Para ler ouvindo: David Gilmour – Smile



Todo mundo gosta de música. Seja o estilo que for, você sempre terá um momento de ligar o som para aproveitar. E olha só o que ela faz no nosso cérebro: é capaz de nos relaxar, nos encorajar, de nos concentrar. Uma música que tenha um ritmo semelhante aos batimentos cardíacos pode ser mais eficaz do que sedativos e relaxantes.

Graças a música podemos ficar felizes, curar aquela tristeza, nos declarações e até, olha só!, influenciar nos hábitos de consumo e a forma como percebemos o passar do tempo.

Com música, o tempo passa diferente:

Vinheta de teleatendimento, som ambiente em shopping... A música, nessas situações, serve para que o cliente não perceba que está esperando há muito tempo pelo atendimento ou não sinta o tempo passar, e assim, consumir mais. Bem como músicas que você não gosta, podem fazer com que três minutos pareçam 30 dentro da sua cabeça.

Academia e música: combinação perfeita:



Muita gente gosta de ouvir música enquanto corre ou malha na academia. Além de ser ótimo para distrair (como dissemos lá em cima), a música traz inúmeros benefícios para o seu desempenho.


Sincronizando o que você tá ouvindo com os exercícios e até os batimentos cardíacos, você pode melhorar sua performance. O site walk.jog.fm, por exemplo, faz playlists de acordo com o seu BPM e assim você pode alcançar aqueles quilômetros mais fácil. E o melhor, tem a versão corrida, e ciclismo também!

E no trabalho, pode?



Não só pode como deve. Sabendo escolher bem, a música poderá ajudar na sua concentração e até no desempenho do trabalho. A primeira coisa, e talvez a mais importante: use fones de ouvido. Vamos respeitar a individualidade do coleguinha ao lado. Agora que estamos de fone (ei, eu também estou ouvindo música!), vamos procurar o melhor estilo musical para trabalhar. Se você precisa exercer habilidades cognitivas, escolha músicas instrumentais. Esse tipo de estímulo exercita seu lado criativo. Se for querer músicas com letras, dê preferência a outros idiomas, para não confundir seu cérebro e você acaber escrevendo a letra naquele relatório.



De acordo com o site Megacurioso essas são os melhores estilos para focar no trabalho:

- Jazz: esse estilo tem muitas músicas sem letras e a maioria delas é capaz de deixar você bem-humorado. Entre os melhores nomes, procure também por Miles Davis, Alice Coltrane e Thelonious Monk.
- Música clássica e erudita: há muito o que explorar quando o assunto é música clássica. Muita gente diz que Johann Sebastian Bach é ótimo para resolver questões matemáticas.
- Composições minimalistas: são músicas capazes de deixar você concentrado em quase estado de transe. É um dos estilos favoritos de quem trabalha com design. Se você quer se aventurar nesse ritmo, escolha Steve Reich e Philip Glass.
- Músicas calmas: se você precisa de sua mente calma, procure ouvir Bonobo e Cinematic Orchestra.
- Músicas ambientes: para você esquecer que está ouvindo música, procure conhecer Brian Eno e Aphex Twin.
- Trilhas sonoras de filmes: indicadas para momentos desafiadores, como reuniões ou apresentações de projetos. Entre as trilhas recomendadas estão a de “Tron” e “A Rede Social”.
- Trilhas sonoras de videogames: aparentemente esse tipo de música é capaz de deixar você concentrado sem causar distração. A Orquestra Sinfônica de Londres faz versões impressionantes de algumas músicas de videogame.



Seleção musical feita? Agora é hora de aproveitar! Bom trabalho e divirta-se!

Deixe seu Comentário

Vamos mudar nossos hábitos?



Janeiro chegou e com ele, toda aquela lista enorme de promessas e vontades. Voltar a estudar, economizar dinheiro, fazer exercícios físicos, aprender a cozinhar... todo mundo tem aquela vontade de mudar. Muita vontade e pouca ação, não é mesmo?

Você já sabe que, para alcançar seus objetivos, além de muita vontade, é preciso uma mudança de hábito. Normalmente passamos 40% do nosso tempo na rotina do dia a dia, tomando decisões baseadas em ideias já estabelecidas em nosso inconsciente. Se, dentro desse período, você só mantém hábitos ruins, é mais difícil chegar a resultados satisfatórios.



Então é bem simples: realização de sonhos é, basicamente, mudar hábitos da nossa vida, certo? Nem tanto. A criação de um novo hábito não é nada fácil. Substituir um hábito ruim por outro melhor então, menos ainda, pois isso já está formado na sua mente.

Mas vamos começar a trabalhar para ter um 2018 mais produtivo? Por exemplo, você quer começar a fazer exercícios físicos. Não basta simplesmente se matricular na academia e comprar roupas para malhar. É preciso um gatilho.



Pense em recompensas mais saudáveis:
Entenda o que você está lucrando com determinado costume que deseja banir de sua vida. Deixar o sedentarismo de lado ajudará você a manter o corpo saudável, ter mais resistência e liberar endorfinas, que lhe deixará muito mais feliz. Legal, né?

Teste novas hipóteses:
O que leva você a não fazer exercícios físicos? Falta de tempo, de dinheiro ou falta de foco? Tente achar achar o gatilho para desistir da nova meta e comece, aos poucos, a mudar. Troque aquela cervejinha com os amigos na quarta a noite por uma caminhada no parque, por exemplo. Aos poucos você começará a colocar sua meta dentro da rotina.

Planeje-se:
Se você começou com uma volta no parque uma vez por semana e curtiu o resultado, que tal agora se planejar? Separar a roupa da caminhada diária no dia anterior já dá um impulso para não desistir. Chame um amigo e se comprometa, assim você não irá falhará com ele. Coloque o horário da caminhada na sua agenda do dia: ela é um compromisso assim como ir ao trabalho ou faculdade.

Foco:
Perceba a mudança que este novo hábito está trazendo para sua vida e comemore. É preciso reconhecer o seu esforço para assim ter aquele gás de continuar. Já consegue dar umas leves corridas? Seu dia rende mais e você está menos estressado? Todos esses momentos são importantes para você manter o foco.

E, se falhar, não sofra. Estudos dizem que é preciso pelo menos 66 dias para você mudar um hábito. Então, se naquela semana você não foi se exercitar, lembre dos primeiros passos, de tudo que você já conquistou e volte para a pista.

Seja qual for a mudança que você busca, o importante é persistir para chegar no resultado final. Estamos na torcida para você realizar seus sonhos!


Deixe seu Comentário

Feliz Ano Novo!



Finalmente chegamos nos últimos dias de dezembro. 2018 vem aí para que possamos recomeçar, com novas metas, energia renovada e muita vontade de ter um ano diferente.



Nesse clima de virada de ano, costumamos ter algumas tradições. Por exemplo, a roupa branca é usada pela maioria dos brasileiros por significar paz e purificação espiritual. E já falamos em alguns posts que o número 7 é cheio de significados, né? Pular 7 ondas, fazendo pedidos para cada uma delas significa que você invocará Iemanjá, que te dará forças para passar por cima das dificuldades.

A lentilha simboliza a fartura. Ela é prato obrigatório na ceia de muitas famílias brasileiras. Significa que terá um ano farto e com muita comida. Nesta época evitamos o consumo de aves, pois bichos que ciscam para trás podem trazer atraso na vida. Aposte em carne de porco ou peixes que se movimentam sempre para frente, e acredita-se que tragam prosperidade.



Além dessas tradições, ainda tem as uvas, romãs, lingerie colorida. Seja qual for sua superstição, o importante é ter o pensamento positivo para que o novo ano seja melhor do que o que passou.



Desejamos aos nossos mosqueteiros muita força de vontade para cumprir as metas, muito amor, saúde, felicidade e prosperidade. Que as boas energias estejam sempre presentes e que vocês possam economizar ainda conosco!

Deixe seu Comentário

Um Natal com muito amor!



Estamos na época do natal, um período esperado e desejado por várias pessoas. Muito mais que trocar presentes entre familiares e amigos, o natal é uma época de reflexão e de ajuda ao próximo.



O Natal é uma data comemorativa que simboliza o nascimento de Jesus Cristo. Uma celebração que acontece há mais de 1.600 anos no dia 25 de dezembro. Esta data foi estipulada no ano de 350, pela igreja católica, através do Papa Júlio I, para substituir a festa pagã da Saturnália, que por tradição acontecia entre 17 e 25 de dezembro.



Para muitos, a comemoração do Natal inclui diversos símbolos tradicionais, como a árvore, o Papai Noel, ceia, troca de presentes, entre outros. Mas que tal ressignificar esta data?



Há 28 anos Os Correios tem uma ação muito bonita de receber cartinhas das crianças e realizar os sonhos dos pequenos. O Papai Noel dos Correios dá, todos os anos, carrinho, boneca, caderno, roupas, chocolate e muito mais desejos dos pequenos. Para participar, você pode entrar no site do Papai Noel dos Correios, achar o ponto mais próximo, adotar uma cartinha e presentear alguém.



Quer ajudar mais? Que tal preparar presentes como brinquedos e material escolar e distribuir em comunidades mais pobres? Podemos fazer uma grande ceia para moradores de rua ou presentear velhinhos de asilos, divertir crianças que estão nos hospitais. A alegria das pessoas encherá seu coração de felicidade.

Seja como você decidiu escolher comemorar o Natal, lembre da mensagem principal desta data: refletir e ficar próximo de todos que amamos.

Feliz Natal, mosqueteiros!

Deixe seu Comentário